Jogadores pedem mais transparência da Riot e fase de grupos em Berlim

Campeão do Masters, ShaZaM disse que resta esperar pela melhor seed

Por Filipe Carbone

Às vésperas do início do VALORANT Masters de Berlim, marcado para começar no dia 9 de setembro, os jogadores e equipes classificadas para a competição ainda não sabem quem serão os adversários ou como será o formato da disputa. Ao Upcomer, diversos nomes relevantes da cena competitiva dispararam contra a Riot Games, pedindo mais transparência para a desenvolvedora.

Campeão do último Masters pela Sentinels, Shahzeb “ShahZaM” Khan apontou o quão negativo é não saber como funcionará a competição, tendo que torcer “pela melhor seed”. Indo ao encontro da opinião dele, Spencer “Hiko” Martin disse que a desenvolvedora precisa ser mais clara em relação a essas informações ao invés de deixar tudo para cima da hora.

Foto: Colin Young-Wolff / Riot Games

“Eu só quero mais transparência. Eu acho que é a principal coisa que a Riot pode fazer por nós, profissionais, para que saibamos o máximo que pudermos, em vez de ficar tateando até o último minuto”, disse um dos principais jogadores da 100 Thieves.

Entre as principais características no que tange à cena competitiva está a reunião de jogadores de diversas cenas competitivas. Por isso, Ethan “Ethan” Arnold, oriundo do Counter-Strike: Global Offensive, colega de time da 100 Thieves, falou qual acharia o melhor formato para o Masters de Berlim, dando ênfase para que as equipes tenham mais uma chance de seguir adiante.

“Vindo do Counter-Strike, tudo era basicamente fase de grupos. Então, eu prefiro isso. Honestamente, espero que tenhamos dupla eliminação, sem nenhuma melhor de um. Apenas para termos o máximo de tempo de jogo possível contra os times europeus”, disse o jogador que vem do cenário norte-americano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.