PRESSÃO DA LAN E DECISÃO ACERTADA DE MUDAR DE JOGO

PRESSÃO DA LAN E DECISÃO ACERTADA DE MUDAR DE JOGO

Antes de decidir se tornar um jogador profissional de VALORANT, ScreaM já era um nome muito conhecido na comunidade de Counter-Strike. Experiente em eventos presenciais como esse, o belga terá ao seu lado nomes que nunca tiveram a oportunidade de competir em torneios dessa magnitude. Por conta disso, o belga acredita que mesmo que seu time esteja se preparando bem, a pressão pode influenciar um pouco durante as partidas.

“Eu acho que o nosso time pode sim sofrer um pouco com essa pressão, é um evento presencial, diferente de jogar online. Mas nosso time está fazendo um bom bootcamp, estamos nos preparando bem e estamos nos acostumando com o ambiente. Acredito que mesmo que meus companheiros de time não tenham muita experiência com torneios desse tipo, eles conseguem lidar bem com a pressão, mas teremos que ver na hora do jogo”.

Aproximadamente um ano após decidir migrar para o VALORANT e pronto para competir no Masters Reykjavík, ScreaM diz ter feito a decisão correta ao trocar de jogo. Apesar disso, o jogador da Liquid diz sentir falta do Counter-Strike e da sua comunidade e ainda afirmou que merecia ter vencido mais torneios no FPS da Valve.

“É um jogo diferente, mas eu não me arrependo da minha decisão. Estou gostando muito do VALORANT e está sendo uma ótima oportunidade. Eu sinto falta do CS e da sua comunidade, é o jogo que eu cresci jogando desde os nove anos e marcou a minha vida, mas o VALORANT também é sensacional, é um FPS com um potencial gigante e vai continuar crescendo. Claro, se eu pudesse ter mudado as coisas no CS eu teria feito isso e as coisas talvez fossem diferentes hoje, mas eu acho que tive uma boa carreira por lá mesmo acreditando que merecia mais”.

(Foto: Team Liquid)

ScreaM e a Liquid realizarão sua estreia no Masters Reykjavík no dia 25 de maio, às 14:30h. O time europeu enfrentará o vencedor de Version1 e Crazy Racoon em uma série MD3.

O Masters Reykjavík acontece entre os dias 24 e 30 de maio na Islândia. Além de ser o primeiro torneio presencial internacional de VALORANT, a competição também distribuirá pontos para o VALORANT Champions 2021, o mundial do FPS da Riot, e uma premiação total de 600 mil dólares. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.