Fluxo é campeão da Série A da LBFF nos critérios de desempate

Fluxo

Fluxo é campeão da Série A da LBFF nos critérios de desempate

Fluxo conquistou o título da Série A da Liga Brasileira de Free Fire de maneira emocionante, com campeão sendo resolvido na última queda.

Fluxo se consagrou como grande campeão da quarta temporada da Série A da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF). A decisão foi definida neste sábado (20) após nove quedas emocionantes que viram atuações incríveis e o título sendo resolvido apenas na última queda.

O time de Bruno “nobru” Goes e Lucio “Cerol” Lima conseguiu garantir 103 pontos, assim como a LOUD. No entanto, o Booyah conquistado pelo Fluxo na quarta queda foi primordial para que o desempate fosse feito e o time conseguisse levantar o caneco.

Com o resultado, o Fluxo garantiu a vaga direto para o Free Fire World Series de Singapura. Em segundo lugar na LBFF, a LOUD também estará presente no mundial, mas precisará passar pelo play-in para chegar até a etapa principal.

Arte/Tropa Free Fire

PRIMEIRA QUEDA (CORINTHIANS)

O Corinthians começou a decisão da Liga Brasileira de Free Fire indo contra as previsões e conseguindo garantir a primeira queda. Com dez eliminações, o Timão conseguiu superar Cruzeiro, SS e-Sports e Meta Gaming, que sobraram na reta final para conseguir ficar com a vitória.

SEGUNDA QUEDA (CORINTHIANS)

A dobradinha do Corinthians veio logo na segunda queda. Desta vez em Kalahari, o time conseguiu doutrinar o mapa e ficar com o segundo Booyah do dia.

TERCEIRA QUEDA (VIVO KEYD)

A Vivo Keyd conseguiu garantir o terceiro Booyah das finais da Liga Brasileira de Free Fire após sobrar contra a LOUD e conseguir sonhar com o título da Liga Brasileira de Free Fire. Ainda assim, o time do Faz o L terminou com a primeira posição por conseguir conquistar 13 abates na terceira queda.

QUARTA QUEDA (FLUXO)

Um dos times que chegou na grande final com maior expectativa, a Fluxo conseguiu o primeiro Booyah da grande final na quarta queda. Foram oito abates para o time conseguir terminar no topo da queda. Na reta final, sobrou contra LOUD e Meta Gaming, que não conseguiram capitalizar a vitória.

QUINTA QUEDA (SS E-SPORTS)

Atual campeã da Liga Brasileira de Free Fire, a SS e-Sports conseguiu garantir o Booyah para sonhar com um bicampeonato. Em Kalahari, doutrinaram o mapa e conseguiram garantir uma excelente vitória após sete eliminações.

SEXTA QUEDA (SS E-SPORTS)

A sexta queda ficou nas mãos da SS e-Sports mais uma vez. Entretanto, um problema na transmissão impediu que qualquer coisa fosse vista nesta queda.

SÉTIMA QUEDA (META GAMING)

Recém-chegada na Série A, a Meta Gaming consolidava um excelente dia na briga pelo topo da tabela. Foram 12 abates para o time brigar de vez pela liderança. Mais uma vez a LOUD chegou na reta final, mas não conseguiu contabilizar o Booyah.

OITAVA QUEDA (CORINTHIANS)

Consolidando um dia espetacular do Corinthians, o Timão garantiu o terceiro Booyah. Foram seis abates para o time campeão mundial em uma reta final incrível em Kalahari. Com os quatro jogadores vivos, conseguiram levar a Meta Gaming e a LOUD, que sobrou apenas com um jogador sozinho no mundo.

NOVA QUEDA (CRUZEIRO)

O Cruzeiro ficou com o Booyah da nona queda, mas o resultado obtido pela Raposa foi apagado pelo duelo insano na briga pelo título. Brigando pelo troféu, o Corinthians foi um dos primeiros a cair e se despediu da briga. No fim, LOUD e Fluxo duelaram até o final, onde o time de nobru levou a melhor no critério de desempate.

Fonte:https://tropafreefire.com.br/

Por: Filipe Carbone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.